NIVALDO JOAQUIM – Cadeira de Balanço

Cadeira de Balanço

Cinco mulheres, histórias distintas, mas que em uma esfera comum, de uma certa forma criou-se uma conexão entre elas, pois todas possuíam um espírito vencedor, a superação sempre prevalecia, atravessando barreiras e vencendo obstáculos, que até outrora eram intransponíveis.
Estela, Clara, Ruth, Silvana e Leticia. Contam suas trajetórias, que certamente é um grande presente do autor Nivaldo Joaquim. Um grande ganho para a literatura nacional, fazendo com que o leitor passe por aventuras incríveis, e será impossível não se identificar com pelo menos uma de suas personagens. O escritor se revela um exímio contador de histórias, em uma linguagem simples e direta, nos trás sentimentos que vão do amor ao ódio, trazendo ao leitor ensinamentos que, certamente podem ser utilizados em nossa vida real, e que, independente do tamanho que seja a sua decepção ou problema, a superação pode prevalecer, aprendendo que pelo simples fato de não desistirem, poderão alcançar a tão almejada vitória.
Michel Strass, de posse de seu cavalo Bragado, em uma de suas aventuras, fazendo com que o leitor também cavalgue junto e aprecie a bela paisagem através da maestria de palavras do autor, encontra Luz, uma senhora misteriosa que não estava aberta a responder tantos questionamentos, mas tinha muitas histórias para contar, alguém que aparentemente já havida sido muito surrada pela vida, uma senhora dotada de muita sabedoria, que entrega a Michel a única resposta, na qual ele realmente necessitava, resposta essa para todas aquelas perguntas que a vida insiste em esconder.
No final da obra, o autor nos deixa um legado, uma voz experiente de um novo escritor, trazendo ensinamentos baseados em nossa realidade, seja na vida profissional, amorosa ou familiar, nos mostrando também, onde podemos encontrar nossos maiores valores.
Um livro com alma positiva, que com muito otimismo ajudará o leitor a seguir, independente do problema que o assola, nunca fugindo da realidade, e cada conto que se passa ali, naquela cadeira de balanço, irá marcar o leitor de uma forma muito especial.



Casa de Livro agradece a cortesia do autor, este que nos enviou a obra, e que além do excelente conteúdo em suas palavras, também merece elogios pela escolha da Litteris Editora, por todo o trabalho de editoração, qualidade visual e acabamento que o exemplar apresenta.



Boa Leitura

Casa de Livro Blog

Sidney Matias

Autor: Nivaldo Joaquim
Titulo: Cadeira de Balanço
Páginas: 104
Editora: Littéris / Quártic

 

(…)
— E estas bonecas, elas gostam de ficar se balançando nesta cadeira?
— Acho que sim. Nunca reclamaram. Elas são minhas amigas, foram feitas pela minha avó Luz. Está vendo estes envelopes nesta caixa?
— Sim estou. Ia perguntar o que era.
— Sabia disso, o senhor adora perguntas. São envelopes, não está vendo?
— Tudo bem Sol eu sei que são envelopes, mas o que tem nestes envelopes? …

(Michel e Sol – Cadeira de Balanço)

**

(…)  
— Doutora. Por favor, não vá agora.
Era a voz de mulher, estava um pouco rouca, parecia sem forças. Voltei meu olhar para onde vinha aquela voz e do meio de alguns pedaços de papelão levantou-se uma mulher que me disse:
— Clara preciso de sua ajuda. Muito mais do que para trabalhos escolares para eu passar de ano. Preciso de sua ajuda para voltar a viver.
(Clara e Carol – Cadeira de Balanço)