GREGOR E A SEGUNDA PROFECIA – (Suzanne Collins)

Mais uma fantástica obra da autora Suzanne Collins, iremos comentar agora sobre a continuação de Gregor, o Guerreiro da Superfície. No primeiro volume nos conhecemos o subterrâneo através do garoto, que caiu por uma porta em sua lavandeira, junto com sua irmãzinha Boots.
No subterrâneo ele descobriu ser um guerreiro esperado há muito tempo, para que pudesse cumprir uma profecia e salvar o povo de Regália. Gregor tentou de todas as formas mostra aquele povo, de que ele era apenas uma criança, ele não era um guerreiro e Boots não era uma princesa. Mas algo inusitado fez o garoto criar coragem para enfrentar um exército de ratos gigantes. Eles estavam com seu pai.
Seu pai desaparecido a mais de dois anos, sem que a família soubesse onde ele se encontrava. Porém agora Gregor sabia, seu pai caiu pela lavanderia e também foi para no subterrâneo, Gregor então enfrenta a primeira profecia com o objetivo de salvar seu pai.

Quando Gregor reencontrou sua mãe novamente, ele jurou nunca mais se afastar de casa, e deixá-la preocupada daquela forma. Mas ele não poderia imaginar, que menos de um ano iria se passar até que ele volte ao subterrâneo.
Dessa vez ele voltou ao subterrâneo, ciente que sua irmãzinha Boots, estava correndo um grande risco. Os roedores querem vingança, e matar sua pequena irmãzinha, seria a morte do próprio guerreiro.
Quando Gregor chega à Regália, esperando encontrar Boots que foi misteriosamente “sequestrada” ele descobre que para mantê-la vida, é necessário enfrentar os roedores gigantes de perto.
Uma guerra foi travada, uma guerra em que Boots corre perigo, e o subterrâneo também. A única solução é matar Bane.
Bane, o único rato branco que existe no subterrâneo esta sendo treinado para comandar o exército de Roedores, para acabar com Regália e matar todos os humanos ali presentes, e acima de tudo, acabar com Gregor.
Uma equipe se junta então, para ajudar Gregor em tal tarefa.
Mais uma profecia que ele irá enfrentar, o garoto sobreviverá dessa vez?
Os perigos são mais eminentes, mas durante alguns treinos de luta, Gregor descobre que é um colérico, e isso fará grande diferença nas batalhas que irá enfrentar.
Por enquanto Regália e Boots, estão bem, mas… Até quando irá perdurar essa calmaria?
Os ratos não irão se acalmar, eles irão atacar. Mas quando eles tentarem… Gregor já terá matado Bane.
O caminho até as profundezas do subterrâneo, onde os Roedores se encontram, é longo e muito perigoso.
Durante o caminho, o Guerreiro fica ferido, voadores morrem, e corações são despedaçados.
Até que ponto Gregor estaria disposto a lutar para salvar sua irmã?

Quando se encontram então em seu destino, Boots novamente desaparece. Dessa vez com Luxa, a rainha de Regália. O reino esta mais do que vulnerável agora.
Gregor e Ares, seu voador, terá que correr contra o tempo. Matar Bane, voltar para Regália antes de serem capturados e solicitar uma busca para salvar Luxa e sua irmã.
Quando fica frente a frente com Bane, ele descobre que é apenas um filhote. Um lindo filhote branco.
Gregor terá coragem de matar Bane?
O Roedor está completamente fragilizado, perdeu sua mãe, viu combates, e estava sendo cassado para ser feito líder, para aprender apenas coisas ruins.
Ele se enrosca em Gregor. O garoto pensa em Boots, agora talvez morta, ela e o roedor são do mesmo tamanho, Bane é apenas uma…”criança”.
Se ele matar Bane, Regália ficará salva, porém sua consciência aterrorizada.
Se não matá-lo, pode ser considerado um traidor, e morrer pelas mãos dos subterrâneos.
E acima de tudo, como ele irá informar sua mãe, de que Boots morreu?
Qual será a escolha de Gregor?
Ele conseguirá voltar para superfície?
Qual foi o destino da pequena e adorável Boots?
Gregor e a Segunda Profecia são ainda mais sangrentas que o primeiro volume , e nos faz viajar por um mundo mágico, que pode existir aqui, ai na sua casa leitor, pode existir embaixo dos nossos pés.
Ao contrário de Gregor, eu não quero sair do subterrâneo.

Ouça-o arranhar após a descida.
Rato da neve a muito esquecida,
Maldade coberta de branco que reluz.
Irá o guerreiro drenar sua luz?

Titulo: Gregor: E a Segunda Profecia
Titulo Original: Gregor and the Prophecy of Bane
Autora: Suzanne Collins
Ano: 2004
Páginas: 286
Editora: Galera
Boa Leitura.
Casa de Livro Blog.
Karina Belo
-Boots! – Gregor chamou. – Hora de ir embora! – O menino olhou em volta pelo parque e viu que as lâmpadas que cercavam os caminhos tinham se acendido. A luz do dia tinha quase desaparecido por completo. – Boots! Vamos embora! – O menino chamou. Ele saiu de debaixo da árvore, circulou e sentiu uma onda de alarme.
No breve momento em que ele se distraiu com seus pensamentos, Boots tinha desaparecido.

Ares estava quase na ilha quando aconteceu: uma nuvem negra explodiu da selva e engolfou pandora. Ela não teve tempo para reagir. Num momento ela estava dardejando e comendo ácaros, no momento seguinte eles a estavam comendo. Em menos de dez segundos eles tinham devorado a morcega que se retorcia até o osso. O esqueleto branco ficou no ar por um instante, desabando em seguida na selva abaixo.
Em seguida uma vozinha confusa ao lado da orelha de Gregor indagou:
– Cadê mucego?

E aconteceu de Sandwich estar certo novamente. Os ratos tinham matado Boots, e ele não conseguiria matar Bane. Entretanto, Gregor não achava que teria matado Bane mesmo que Boots tivesse sobrevivido. Ou poderia? Se tivesse acreditado que apenas um deles poderia viver? Ele não sabia. Mas não importava mais.

Ela estava sentada no chão, cercada por seis grandes baratas, esfregando os dedinhos dos pés com as duas mãos para mostrar como os lavava. O menino atravessou a sala tropeçando e a agarrou num abraço, segurando-a com força enquanto uma voz animada falava no seu ouvido.

– Oi Você!

GREGOR: O GUERREIRO DA SUPERFÍCIE – SUZANNE COLLINS

É incrível quando conseguimos nos emocionar, e nos identificar loucamente com um livro de magia. Mais uma vez Suzanne Collins mostrou que realmente nasceu para escrever.
Aqui no Blog Casa de Livro já contamos com sua série Jogos Vorazes, publicada. Uma trilogia que deu o que falar, e que conquistou uma legião de fãs ao redor do mundo.
Porém muitos não sabiam, que essa habilidosa autora, já havia escrito uma outra série. As Crônicas do Subterrâneo. E é com grande orgulho que eu, da equipe Casa de Livro, venho a comentar sobre cada volume dessa magnífica jornada por uma Terra onde criaturas míticas, irão deixá-los sem fôlego. Apresento agora a todos vocês, Gregor, o Guerreiro da Superfície.
Gregor é um garoto de origem humilde, que mora com sua família em um pequeno apartamento em Nova York. No local moravam, o garoto de onze anos, sua avó já idosa e doente, sua mãe que trabalhava duro para sustentá-los, e as duas irmãs. Lizzie de nove anos, e Boots, ou melhor, Margareth de dois anos.
Gregor sofria com o desaparecimento de seu pai. Há mais de dois anos ele simplesmente sumiu. Sua mãe ficou desolada e o garoto com apenas nove anos de idade teve que ajudar a tomar conta de sua família. Hoje com onze, ele não pode mais ser considerado uma criança. Com sua vida cheia de problemas e um pai ausente, ele teve que amadurecer e encarar as responsabilidades, sem nem ao menos conhecer nada da vida.
Certo dia, Gregor foi até a lavanderia de seu prédio. Boots, sua pequena e inseparável irmãzinha o acompanhou até o local.
E foi quando a garotinha estava brincando perto de uma abertura estranha na parede, que a aventura de Gregor deu início.
Ele e sua irmã foram sugados por aquela “porta”. E o caminho era extremamente extenso, ele nunca demorou tanto para cair.
O garoto pensou que sua vida estava chegando ao fim, aquele seria seu último momento de vida. E Boots, tão pequena, também estaria perdida. Foi quando ele sentiu seus pés tocarem o solo, que tudo ficou ainda mais confuso na mente de Gregor. Pois ele se deparou com baratas gigantes, que falavam e que sabiam quem ele era.
Como isso era possível?

As Baratas, contaram ao menino que ele estava no subterrâneo e decidiram levá-los para os humanos. Boots logo fez amizade com aqueles “bixo gande” que ali naquele mundo mágico eram conhecidos como rastejantes.
Quando eles se encontraram com os humanos, Gregor ficou fascinado. Eles eram de uma brancura incrível, os olhos cor de violeta e as roupas um tanto inusitadas.
Luxa, foi a primeira a conversar com o garoto, e ele não gostou nada nada de sua arrogância. Quem aquela menina metida a besta achava que era?
Foi então que Vikus apareceu e os apresentou. Luxa era nada menos que a rainha do subterrâneo.
Gregor e Boots foram levados para o palácio, em uma cidade subterrânea que se chama Regália. Lá eles foram tratados, alimentados, e limpos. O cheiro dos humanos da superfície poderia atrair roedores, ratos gigantes, que estavam loucos para começar uma terrível Guerra, guerra essa que estava mais próxima do que todos poderiam imaginar.
A principio o menino só queria voltar para casa. Ele sofreu com sua mãe quando seu pai desapareceu e sabia que agora ela estava novamente sofrendo pelos filhos. Ele não conseguia suportar a ideia de que sua mãe estaria sofrendo tamanha dor.
Quando ele pediu para ir embora, ninguém deixou. Gregor então imaginou que estavam sendo mantidos prisioneiros e tentou fugir, ele criou um plano mirabolante em sua cabeça e tentou executar, mas quase saíram mortos. Se não fosse por Luxa e os habitantes daquela cidade, os irmãos teriam sido devorados pelos ratos.

Foi então que ele descobriu que não eram prisioneiros, e sim considerados Guerreiros, e Boots uma princesa.
Há muito tempo atrás, Bartholomew de Sandwich, escreveu uma profecia sobre aquele lugar. Ele disse que um guerreiro desceria ao subterrâneo para salvar os humanos das garras dos roedores, e para resgatar uma figura perdida. E a figura perdida, era o pai de Gregor. O Pai que estava desaparecido a mais de dois anos, que fez a sua família sofrer a dor de perdê-lo, o Pai que eles tanto amavam, e que foi sugado pela mesma abertura que seus filhos.
Mas estaria ele ainda vivo?
Vikus imagina que sim, o pai dele era um homem da ciência, os ratos o manteriam vivo para conseguirem formular armar para acabar com Regália.
Juntos então se juntam para salvar o pai do Guerreiro. Juntos eles descobrirão verdade sobre o mundo subterrâneo que ninguém conhecia. Juntos eles entenderão o valor da amizade e da lealdade.
Humanos, Rastejantes, Voadores, Fiandeiros e Roedores, se juntaram para um bem maior, e farão a diferença entre muitos.
Gregor conseguirá manter sua irmã viva?
A profecia diz que quatro morrerão. Gregor estaria entre eles?
O pai estaria ainda vivo? Como resgatariam?
E como esta sua mãe na superfície, ela irá aguentar até que eles voltem?
Quanto tempo já seu passou?
Em um lugar escuro, úmido e fatal. Duas crianças irão até o fim para salvar seu pai e uma cidade que está em perigo.
Reis, Rainhas, criaturas maquiavélicas, todas prontas para matar.
Como diriam as incríveis rastejantes: Qual será o destino de Gregor da superfície, Qual será?
Esse foi o nosso comentário para o primeiro volume da série. Que já foi incrivelmente bela. Continue nos acompanhando, logo mais teremos os outros volumes.
E ao contrário de Gregor, nós não vamos querer mais sair do subterrâneo.
Casa de Livro Recomenda.


Profecia:
Cuidado, subterrâneos, o tempo.
Escorre pela peneira.
Os caçadores são caçados.
A água corre vermelha.
Os roedores atacarão para espalhar destruição.
A esperança dos desesperados reside numa missão.
Um guerreiro da superfície, do Sol ele é filho,
Poderá nos trazer de volta a luz,
Poderá nos trazer o vazio.
Mas reúnam seus vizinhos e sigam seu chamado
Ou pelos ratos cada um de nós será devorado.
Dois de cima, dois de baixo,
De sangue Real nas veias
Dois voadores, dois rastejantes, aceitam.
Dois fiandeiros de teias.
Um roedor ao lado e um perdido adiante.
E oito sobrarão ao contar.
Os mortos e os rastejantes.
O último a morrer escolherá de que lado está.
O destino dos oito em suas mãos ficará.
Digam para ele ter cuidado.
Para olhar onde pula,
Pois vida pode ser morte e na morte
A vida outra vez circula.

Titulo: Gregor: O Guerreiro da Superfície.
Titulo Original: Gregor the Overlander.
Autora: Suzanne Collins
Ano: 2003
Páginas: 300
Editora: Galera
Boa Leitura.
Casa de Livro Blog.
Karina Belo

Aqui só vivem pessoas, ou vivem baratas e morcegos também? – Gregor indagou.
– Esta é uma cidade de humanos. Os outros têm suas próprias cidades, ou talvez “terras” seria um termo mais exato – explicou Vikus. – A maior parte do nosso povo vive aqui, porém alguns vivem nos subúrbios, se seus empregos assim determinarem. Lá está nosso palácio – disse Vikus, apontando uma enorme fortaleza circular na borda oposta do vale. – É para lá que nós vamos.

O grupo rapidamente se preparou para partir. Temp e Tick se negaram terminantemente a montar qualquer morcego sem Boots. Isso provocou uma breve discussão, porque Boots tinha de voar com Gregor, e aquilo significava que um morcego teria de levar ambos os habitantes da Superfície e as duas baratas. Os morcegos podiam aguentar o peso, mas isso significava que quatro passageiros inexperientes ficariam sozinhos no mesmo morcego.

– Bem, prefiro pensar em mim mesmo como uma lenda, mas suponho que “guia” seja suficiente – disse uma voz grave e experiente, vinda das trevas.
Gregor virou o facho de luz da lanterna na direção do som.
Encostado na boca do túnel estava um rato com uma cicatriz diagonal no rosto. Gregor precisou de apenas um instante para reconhecê-lo como sendo o rato que Vikus havia derrubado no rio.
– Bem, sendo assim, Gregor, eu sei qual é o presente que eu gostaria de lhe dar, mas você só poderá encontrá-lo em si mesmo – Vikus concluiu.
– E o que é?

– Esperança – Vikus revelou – haverá momentos em que ela será muito difícil de encontrar. Tempos em será muito mais fácil escolher o ódio, em vez dela. Mas se você quiser encontrar a paz, você terá primeiro que ter a esperança de que ela é possível.


Suzanne Collins – A ESPERANÇA

                                    
É isso mesmo pessoal, último volume da trilogia Jogos Vorazes. Não tem aquele ditado, o que é bom dura pouco? Pois se encaixa perfeitamente aqui, quando terminei de ler A Esperança fiquei extasiada, completamente em choque e disse: Que História. Suzanne Collins esta mais do que de parabéns pela obra. Jogos Vorazes é fascinante.
Vamos apenas relembrar um pouco… Jogos Vorazes, nosso primeiro volume aqui descrito no Blog Casa de Livro, nos apresenta a Katniss e Peeta. Onde os dois são escolhidos para lutar contra outros tributos. Kat não foi realmente escolhida, ela se apresentou como voluntária para que pudesse lutar no lugar de sua irmã. Uma história incrível desses dois, Peeta é apaixonado por Katniss e dará a sua vida por ela. Já a garota que nunca tinha notado Peeta de verdade, vai se envolvendo cada vez mais, porém são tantas confusões na cabeça de uma menina de apenas 16 anos que é difícil acreditar em um garoto que se encontra em uma arena onde apenas uma pessoa pode sair viva. 

Em Chamas, segundo volume comentado aqui, eles estão de volta a arena, os vitoriosos. Mas por quê? Porque Katniss virou o símbolo da rebelião, o Presidente Snow precisa matá-la, mas se tornar público o levante pode ser ainda pior. Nada melhor do que jogar os vitoriosos, entre eles Katniss e Peeta, para que tudo se resolva. Mas Snow nem imaginava que os outros tributos já estariam aliados a esses dois, e protegendo-os para que o Tordo, o símbolo da rebelião possa sair vivo, e acabar com o regime da Capital.

Jogos Vorazes é uma história de superação física, suspense político e romance.
Em Chamas, enquanto Katniss luta com clemência, Collins escreve com um poder cruel.

Agora, A Esperança, O melhor dos três livros, um romance primorosamente orquestrado e inteligente, recomendado para todos os leitores. Iremos comentar agora!!

A Esperança começa exatamente onde Em Chamas termina, quando terminei o segundo volume da trilogia, pensei… Como assim? Mas quando peguei o terceiro volume tudo se encaixou.
Katniss foi resgatada da arena, junto com seus amigos e competidores, mas Peeta não teve a mesma sorte. Ele foi levado pela Capital.
Quando a garota acorda, encontra-se em um leito de hospital, mas vozes ela consegue reconhecer e deseja encontrar Peeta para que possa matá-lo e logo após acabar com a própria vida. Ela imagina que esta na Capital, não irá deixar que Snow a torture, não irá deixar que Snow faça algo com Peeta. Mas tudo muda quando ela descobre que está no distrito 13. Quando comentamos em Jogos Vorazes, explicamos que a cidade Panem foi dividida em 13 distritos, mais a Capital. O distrito 13 começou uma rebelião, onde foi derrotada, e assim, para provar o poder a Capital criou os Jogos Vorazes. Mas todos que imaginavam que o distrito 13 estava morto, sem ninguém morando lá, esta muito enganado. Hoje o Distrito 13 esta independente, um acordo com a capital proporcionou que o distrito poderia viver, mas sem se revelar e assim ficariam em “paz”. Mas a presidenta Coin não deixará as coisas assim, ela não deseja apenas governar o distrito 13, ela pretende governar Panem inteira, e para isso Snow deve morrer. Apenas por este motivo, ela se aliou aos rebeldes e resgatou Katniss da arena.

Coin precisa que Katniss seja o tordo, o símbolo da rebelião. Depois de suas atuações na arena a garota virou o motivo para que todos os distritos se voltassem contra a capital, mas eles precisam de um líder, de uma pessoa para falar por eles e assim derrotar Snow. Kat aceita ser o Tordo, porém faz inúmeras solicitações, e uma delas é que Peeta seja resgatado da Capital.

Amigos de Katniss, e alguns rebeldes mobilizam um grupo de resgate a Peeta, mas foi tudo tão fácil, como se o Snow estivesse esperando por isso, como se ele desejasse que Peeta voltasse para os braços de Katniss. Mas… Por quê?
Quando todos voltam para o distrito 13 e Katniss corre para os braços de Peeta, o garoto tenta matá-la.
A Capital fez um experimento com Peeta Melark, tele-sequestrou o rapaz,  deturpando assim, todas as lembranças que o mesmo tinha de Katniss, agora ela é uma ameaça, uma bestante da capital, ele precisa matá-la o mais rápido possível, para que possa continuar vivo, e salvar todas as pessoas que ele ama.

Katniss se sente morta, como Peeta pode querer acabar com sua vida?

Ela deseja com todas as suas forças que ele não tivesse sido torturado de tal forma, que ela estivesse em seu lugar. Katniss falhou, não conseguiu salvar o seu grande amor.
Será que Peeta irá voltar amá-la?
Agora o Tordo esta furioso, Katniss invadirá a Capital, porém Coin terá que prometer. Katniss mata Snow.
Katniss passa por inúmeros treinos. Precisa recuperar sua forma física, precisa entender os caminhos da Capital para que possa capturar Snow. E precisa, urgentemente, do apoio de todos os distritos. Uma equipe de TV fica junto dela o dia todo, fazendo imagens que posteriormente será passadas em toda Panem, invadindo assim os programas da Capital.
Será que Snow irá ver que Katniss ainda esta viva?
Enquanto ela treina, Peeta tenta recuperar sua memória, com a ajuda de seus amigos do distrito 12 e de tratamentos.

Gale, ele precisa de Katniss. Mas para ela, parece que ele esta mais interessado em vingança do que nela mesma. Gale é fogo, Peeta é proteção.

Qual dos dois ela irá escolher?
Agora o levante esta formado, Katniss e seus amigos são levados para Capital, onde cada distrito será tomado pelos rebeldes, onde ela sofrerá, e ficará entre a vida e a morte. Mas mesmo fragilizado Peeta estará ao lado dela. Eles bolam um jogo de verdade, ou mentira, onde ele consegue perguntar sobre coisas que aconteceram, sobre sua infância, sobre os Jogos Vorazes, sobre seu amor. Saber que Peeta esta melhorando deixa Snow ainda mais furioso e cruel. Agora Katniss tem que morrer. Agora a Guerra esta declarada.
Finalmente a submissão dará lugar à liberdade. Será?
Cruzando tortuosos caminhos, e passando por labirintos entre um distrito e outro, o grupo dos rebeldes, incluindo Peeta e Katniss chegam até a Capital. O que eles não esperavam era que várias minas com armadilhas mortais estariam esperando por eles. Bestantes, Armas, Pacificadores, Snow comandou o show até o final. A morte de Katniss deverá ser mostrada para toda Panem. Porém mesmo nesse turbilhão de acontecimento ela encontra amigos, pessoas que assim como ela deseja que Snow pague por todos os seus pecados, e traições que há muito já veio em público.
Ela pensa em uma maneira de matar o Presidente, mas esta mais do que provado que ele não irá sair tão cedo assim de sua mansão. Mas ela irá até lá matá-lo. Quando chega no palácio de Snow, ela encontra uma fortaleza humana, crianças. Crianças na frente da mansão de Snow, fazendo uma barreira, ele sabe que os rebeldes não iriam matar crianças, mas enquanto ela pensa em como agir uma explosão acontece. Crianças mortas, feridas, Katniss só entende o que esta acontecendo quando uma equipe de médicos invadem os portões para verificar os feridos, Katniss encontra os olhos dela, pela última vez antes de uma nova explosão. Prim, sua irmãzinha, que ela defendeu . Prim no meio da explosão… Escuridão.

Quando Katniss acorda novamente ela esta em um quarto, na mansão de Snow. Finalmente os rebeldes venceram, o presidente Snow foi capturado. Mas ela não quer falar, ela quer sua irmã viva, mas isso nunca mais vai acontecer.

Vingança, ela deseja, ela precisa se vingar de Snow, da Capital. Coin informa que ele esta esperando, que Snow é dela, Katniss irá matá-lo.
Andando pela mansão, vagando sozinha e tentando entender o que realmente aconteceu, acaba encontrando a estufa de Snow, onde ele planta todas as suas rosas, aquelas malditas rosas que tanto a torturaram, e quando entra no recinto, ele está lá. Snow, parado velho e doente, olhando para Katniss, e dizendo que ele não matou Prim. Mentiroso, traidor, ela sabe que ele é tudo isso, mas suas explicações. Tudo o que ela sabe sobre Coin. E finalmente ela entende. Presidenta Coin, resgatou Katniss Everdeen apenas para usá-la, seu verdadeiro intuito era matar o Tordo, mas com todas as proteções foi impossível. Matou então Prim, sua irmãzinha, a sua vida, sabendo que assim Kat estaria morrendo junto.
Chegou à hora, Katniss deve matar Snow.
Mas durante o pronunciamento, durante a execução. Katniss se vê frente a frente com Snow, mas no último instante ela não o mata, e sim… Ela acaba com Coin. Por Prim!!
Katniss é julgada, mas seu médico consegue provar que ela estava emocionalmente abalada, e que não pode ser julgada por seus atos. E sim, Peeta estava ali ao lado dela. Sempre.
Vinte anos se passaram, Katniss continua morando no distrito 12 com Peeta, e com seus filhos. Os Jogos Vorazes continuam mais vivos do que nunca na mente de cada residente dos distritos, nas marcas em suas mentes, e nos filhos de cada um.
A Guerra é mais voraz do que qualquer Jogo!

Olho para os meus sapatos, observando a fina camada de cinza impregnar o couro gasto. Era aqui que ficava a cama eu dividia com a minha irmã Prim. Ali ficava a mesa da cozinha. Os tijolos da chaminé, que desabou numa pilha de entulho chamuscado pelo fogo, fornecem um ponto de referência para o resto da casa. Não fosse isso, como conseguiria me orientar nesse mar de cinzas?

Titulo: A Esperança
Titulo: Original: Mockingjay
Autora: Suzanne Collins
Ano: 2010
Páginas: 419
Editora: Rocco 

Boa Leitura

Casa de Livro Blog

Karina Belo

Á menção do meu nome, o rosto de Peeta se contorce num esforço.
– Katniss… Como você imagina que tudo isso vai acabar? O que restará? Ninguém está seguro. Nem na Capital e nem nos distritos. E você no…no 13… – Ele respira fundo, como se estivesse lutando para conseguir oxigênio, seus olhos com uma aparência insana. – estará morta de manhã!

Beete transforma tudo num caos ao mostrar em intervalos de três segundos um fotograma comigo em pé na frente do hospital. Mas entre as imagens, ficamos cientes da ação em tempo real que está desenrolando no ser. As tentativas de Peeta de continuar falando. A câmera arrancada de alguém e filmando o ladrilho brando do chão. O som de botas. O impacto do golpe que é inseparável do grito de dor emitido por Peeta.
E o sangue dele espalhando-se pelo ladrilho.


A fala enrolada do rapaz é praticamente incompreensível.
– Me dê um motivo para eu não atirar em você agora mesmo!
…Certamente eu deveria ser capaz de fornecer milhares deles. Mas as palavras que escapam de meus lábios são:
– Eu não consigo.

… As câmeras estão focalizadas em mim enquanto estendo as mãos ao homem, aos feridos, aos rebeldes relutantes em toda Panem.
-Por favor! Juntem-se a nós!
Minhas palavras pairam no ar. Olho para a tela, na esperança de vê-los gravando alguma onde de reconciliação surgindo em meio à multidão.
Em vez disso, assisto a mim mesma levando um tiro na TV.

– Há muitas coisas que deveríamos discutir, mas tenho a sensação de que sua visita será breve. Então, vamos logo às coisas mais importantes. Queria que você soubesse o quanto estou sentindo com a morte de sua irmã.

A minha falha – diz Snow -, foi ter sido lento demais em entender o plano de Coin. Deixar que a Capital e os distritos destruíssem uns aos outros e depois avançar para tomar o poder com o 13 praticamente sem nenhum arranhão. Não se engane desde o início ela tinha a intenção de tomar meu lugar. Isso não devia ter me surpreendido. Afinal de contas, foi o 13 que iniciou a rebelião que levou aos Dias Escuros e depois abandonou o resto dos distritos quando a maré virou. Mas eu não estava acompanhando os movimentos de Coin. Estava acompanhando os seus, Tordo. Temo que nós dois tenhamos sido feitos de bobos.
– Eu não acredito em você.
– Ah, minha queria Srta. Everdeen. Pensei que nós havíamos acordado não mentir um para o outro.

A ponta da minha flecha move-se para cima. Solto a corda. E a presidenta Coin desaba na lateral da varanda, mergulhando no chão. Morta.

Peeta e eu voltamos a conviver. Ainda há momentos em que ele agarra as costas de uma cadeira e segura até que os flashbacks tenham passado. Acordo de pesadelos com bestantes e crianças perdidas. Mas seus braços estão lá para me consolar. E por fim, sua boca. Na noite em que sinto aquela coisa novamente, a ânsia que tomou conta de mim na praia, sei que isso teria acontecido de um jeito ou de outro. Que aquilo que necessito para sobreviver não é o fogo de Gale, aceso com raiva e ódio. Eu mesma tenho fogo suficiente. Necessito é do dente-de-leão na primavera. Do amarelo vivido que significa renascimento em vez de destruição. Da promessa de que a vida pode prosseguir, independentemente do quão insuportáveis foram as nossas perdas. Que ela pode voltar a ser boa. E somente Peeta pode me dar isso.
Então, depois, quando ele sussurra:
– Você me ama. Verdadeiro ou falso?
Eu digo a ele:  – Verdadeiro


Suzanne Collins – EM CHAMAS

                                           
 Os Jogos Vorazes continuam!
Impossível não se apaixonar por Katniss, Peeta, Haymitch e os outros residentes desta distopia. No primeiro volume dessa trilogia magnífica, Jogos Vorazes, fomos apresentados aos mais incríveis personagens, e também fizemos parte de uma história linda, onde o amor pela família fala mais alto do que a própria vida de uma simples garota. Relembrando um pouco, como já dito aqui no blog Casa de Livro, Katniss se apresentou como tributo para salvar sua irmã Prim. Kat e Peeta Mellark foram os tributos escolhidos para representar o distrito 12 em uma arena onde não há escolha, é matar ou morrer. Porém Katniss foi contra a capital, acendendo assim uma rebelião, a garota colocou inocentemente uma ideia na cabeça de cada ser humano residente de Panem, e agora ela corre o risco de perder tudo o que mais ama. E principalmente quem ela mais ama!!!
De acordo com as regras estabelecidas pela capital, quando um tributo vence os jogos ele fica livre para sempre da arena. Mas existe O Massacre Quaternário. A cada aniversário de vinte e cinco anos dos jogos as regras são modificadas para que o banho de sangue fique mais prazeroso para quem assiste. E na obra Em Chamas, segundo volume dessa trilogia da qual iremos falar um pouco aqui, retrata exatamente isso, quando as fagulhas se acendem as chamas se espalham e a capital quer vingança.
Depois da improvável e inusitada vitória de Katniss Everdeen e Peeta Mellark, quando ela desafiou a capital com as amoras venenosas. Ou os jogos teriam dois vencedores, ou nenhum. Ato esse de Katniss que pode ter mudado para sempre a vida da população de Panem, pois aqui e ali, distúrbios e agitações nos distritos dão sinais de que uma revolta é iminente.
E agora depois de ter saído dos Jogos Vorazes, Katniss e Peeta irão pagar por toda a vergonha pela qual a Capital passou, e por toda a rebelião que o ato de Katniss proporcionou. Voltando para a Arena.

O Presidente Snow não irá deixar barato, ele precisa acabar com a vida de Katniss, mas precisa fazer com que a população dos distritos ache que foi um acidente, portanto ele modifica as regras do massacre quaternário, dessa vez Katniss e Peeta estarão novamente na arena, os dois lutando juntos, porém restará apenas um vitorioso. Mas dessa vez eles não estarão lutando contra crianças, os tributos escolhidos são todos vitoriosos. Pessoas mais velhas, mais fortes e muito mais bem treinadas do que Peeta e Kat. Será que dessa vez eles irão sobreviver?

A confusão na cabeça de Katniss não é menor do que nas ruas, ela terá que voltar para a arena, ela terá que novamente passar por todo aquele pesadelo e dessa vez ela tem certeza que não voltará para sua mãe e nem para sua irmã.
Haymitch seu mentor, manda Katniss fazer aliados dentro da arena, para manter Peeta vivo de acordo com o que ela quer, precisará de todas as forças e armas para conseguir. Já na arena Katniss tem ao seu lado Finnick Odair, um lindo rapaz que irá ajudá-la a manter seu namorado vivo.
Mas o que a nossa Kat não sabe é que tudo é uma farsa, Haymitch juntamente com os outros tributos estão dispostos a manter Katniss viva, nem que para isso a vida deles mesmo e de Peeta corra risco.
Mas porque eles fariam isso?
Qual o intuito de mantê-la viva, sendo que isso pode custar a sua própria vida?

Dessa vez os Jogos estão mais cruéis, sem comida, sem água. Os tributos são forçados a lutar em uma local em forma de relógio. Onde cada hora guarda uma arma mortal. Torturas psicológicas serão inevitáveis, e colocados de uma maneira arrebatadora.

Katniss precisa literalmente lutar contra o tempo, para salvar Peeta, ela não se importa com sua vida, ela só quer mantê-lo vivo.
Será que nossa guerreira esta descobrindo seu verdadeiro amor?
Ela precisa entender como a arena funciona, como os outros tributos pensam, ela precisa entender as dicas de Haymitch.

E é quando uma explosão ocorre na arena, explosão essa causada pela própria Katniss, que descobrimos que o distrito 13 que todos achavam que estaria acabado, volta para resgatá-la. Mas Peeta é pego pela capital, ela não irá suportar viver sem ele, ainda mais sabendo por tudo o que ele poderá passar as torturas que irá sofrer.

Mas qual é o objetivo do distrito 13 em salvar Katniss?
Em Chamas é um livro emocionante, além das fronteiras da criação de um mundo poderoso, da crítica aguçada à sociedade, e de um elenco de personagens tão diversos e verdadeiros. Nessa obra surgem ação, romance, e uma grande mensagem de esperança. Uma trama de suspense que deixará os leitores ávidos pelo terceiro volume.
Matar ou morrer. Não há escolha. Na arena, o mais capaz vence.

 

Titulo: Em Chamas
Titulo Original: Catching Fire
Autora: Suzanne Collins
Ano: 2009
Páginas: 413
Editora: Rocco
Boa Leitura
Casa de Livro Blog
Karina Belo

 

Giro a maçaneta de metal polido e entro. Meu nariz registra aromas conflitantes de rosas e sangue. Um homem pequeno e de cabelos brancos que me parece vagamente familiar está lendo um livro. Ele ergue um dedo como que para dizer: “Só um instante.” Em seguida se vira, e meu coração quase para de bater.
Estou olhando bem nos olhos de serpente do presidente Snow.

No aniversário de setenta e cinco anos, para que os rebeldes não se esqueçam de que até mesmo o mais forte dentre eles não pode superar o poder da capital, o tributo masculino e o tributo feminino serão coletados a partir do rol de vitoriosos vivos.
Minha mãe dá um gritinho fraco e Prim enterra o rosto nas mãos, mas eu me sinto como as pessoas que estou vendo na multidão pelo aparelho de TV. Ligeiramente perplexa. O que isso significa? O rol de vitoriosos vivos?
Então entendo o que isso significa. Pelo menos, para mim. O distrito 12 tem apenas três vitoriosos vivos para serem escolhidos. Dois dos sexo masculino. Uma do sexo feminino…
Vou voltar para a arena.
Um odor doce enjoativo começa a invadir minhas narinas e vou atrás dos outros, gritando para que acordem.
Nos poucos segundos necessários para despertá-los, começa a sentir as queimaduras.
Corram, Corram.

Tudo parece irromper de uma vez só. A terra explode numa chuva de sujeira e matéria vegetal. Árvores ficam em chamas. Até mesmo o céu se enche de uma luminosidade colorida e fulgurante. Não consigo imaginar por que o céu está sendo bombardeado até perceber que os Idealizadores dos Jogos estão soltando fogos de artifício lá em cima, enquanto a destruição real ocorre no solo. Caso não seja uma diversão suficiente assistir à obliteração da arena e dos tributos restantes. Ou talvez para iluminar nossos fins escabrosos.
… – Katniss – diz Gale suavemente.
Reconheço aquela voz. É a mesma que ele usa para abordar animais feridos antes de lhes dar o golpe fatal. Levanto a mão institivamente para bloquear as palavras, mas ele a segura com firmeza.
­­- Não fala – sussurro.
Mas Gale não costuma esconder segredos de mim.

‑ Katniss, o Distrito 12 não existe mais.

Suzanne Collins – JOGOS VORAZES

 

Jogos Vorazes é sem dúvidas, uma das obras mais fantásticas das quais tive a honra de apreciar.
Suzanne Collins escreveu páginas recheadas de ação, suspense e aventura. Mas é claro que um belo romance não poderia ficar de fora.
O primeiro volume dessa magnífica trilogia, nos mostra pessoas que são humilhadas e cruelmente torturadas pela Capital, mas vamos explicar sobre.
Vamos nos transportar agora para uma cidade que foi dividida em distritos, treze ao total, sem contar a capital, que é onde se concentra o poder.
Cansados de tanta humilhação, o décimo terceiro distrito tentou rebelar-se contra o poder da capital e foi brutalmente destruído juntamente com todos os seus habitantes.
Os doze distritos restantes foram tomados e neles implantados inúmeras regras para que a capital possa assim provar que manda. Mas só as regras não deixam os poderosos satisfeitos. Por isso é formado os Jogos Vorazes, onde dois tributos de cada distrito, um menino e uma menina, basicamente crianças, são obrigadas a lutar entre si. Um jogo onde matar é a única salvação.
Katniss Everdeen, uma adolescente que é prova do sofrimento das pessoas em cada distrito. Residente do distrito doze, ela precisa caçar escondida para sustentar sua família. Muito habilidosa no arco e flecha, se junta a Gale para manter sua irmã e sua mãe alimentadas.
Muitas vezes Gale chamou Katniss para fugir com ele, viver na floresta, são jovens e fortes, sobreviver não seria tão complicado assim, mas isso não é possível. Não para Katniss que precisa sustentar as duas pessoas mais importantes de sua vida e também protegê-las, num lugar onde o perigo esta sempre por perto.
Chegou o dia da colheita, onde cada criança recebe um punhado de comida por se alistar nos Jogos Vorazes, e isso é obrigatório.
Primrose Everdeen, irmã mais nova de Katniss. Primeiro ano que Prim é obrigada a ter seu nome na urna. Uma tirinha, apenas uma tirinha de papel contendo seu nome, e quando o tributo feminino do distrito doze é escolhido, o nome divulgado é Primrose Everdeen.
Katniss fica desesperada, ela não pode permitir que sua frágil irmãzinha seja jogada em uma arena onde sangue, morte e tortura são as principais atrações. Onde um povo sedento por sangue irá adorar vê-la morrer.
Sem pensar em mais nada, Kat entra na frente de sua irmã e se oferece como tributo.
Peeta Mellark, no entanto não tem a mesma sorte que Prim, quando seu nome é chamado ninguém sobe ao palco em seu lugar.
Mas ter esse misterioso garoto ao lado não deixa Katniss mais confiante, ela conhece Peeta, foi ele quem a salvou da morte uma vez.
Como será possível matá-lo?
Ambos são levados para a capital, longe de seus amigos e familiares, são confinados para treinar e alimentarem-se. A força é a grande arma dentro da arena.
Os outros tributos analisando a coragem de Katniss se juntam para matá-la o quanto antes. Peeta é apaixonado por ela e irá defendê-la a todo o momento.
Treinados, alimentados e apresentados a todos, os vinte e quatro tributos serão lançados para a arena.
Soam os canhões.
Que comece a septuagésima edição dos Jogos Vorazes.
Todos estão na cornucópia, trinta segundos para observar. Katniss avista um arco e flecha, precisa pegá-lo, mas não esta preparada para presenciar o banho de sangue. Sendo assim corre para distanciar-se o máximo possível dos outros tributos.
A cada morte dispara-se o canhão, e o rosto do tributo é apresentado aos céus. Um a menos, um passo mais perto de casa.
Katniss conseguirá sobreviver?
Ela matará Peeta para sair vitoriosa?
Apenas um pode ganhar…
Jogos Vorazes é uma trama que emociona do começo ao fim. Impossível comentá-la em apenas algumas linhas, é algo além de uma simples resenha.
Apenas lendo as 400 páginas escritas detalhadamente por Suzanne Collins para sentir toda a emoção e o ódio. Respirar e sentir tudo o que esses vinte e quatro jovens foram obrigados a vivenciar. Todas as mortes, torturas e crueldades impostas pelos Idealizadores dos Jogos.
É necessário lutar por sua vida.
Matar um amigo fará parte para manter-se vivo.
Quem será o ganhador da septuagésima edição dos Jogos Vorazes?
Que os Jogos Vorazes comecem, e que a sorte esteja ao lado de cada tributo!
” Este é o broche do Tordo. Enquanto você o tiver, nada de ruim acontecerá a você. Eu prometo!”

 “Mas ele se tornou muito mais do que um companheiro de caçada. Ele se tornou meu confidente, alguém com quem eu podia dividir os pensamentos que eu nunca podia dar voz dentro do muro. Em troca, ele confiou em mim. Quando estava fora na floresta com Gale… às vezes eu era feliz de verdade 


” Meu espírito. Isso é uma novidade. Não sei exatamente o que significa, mas indica que eu sou uma lutadora. De uma menina mais ou menos corajosa. Não sou sempre antipática. Tudo bem, não saio por ai animando todo mundo que encontro pelo caminho, meus sorrisos não aparecem com facilidade, mas me importo com as pessoas.” 
Katniss

 “Pego sua mão, segurando com firmeza, preparando-me para as câmeras e abominando o momento que finalmente terei de soltá-la.”
 
Bem no fundo da campina, embaixo do salgueiro.
Um leito de grama, um macio e verde travesseiro.
Deite a cabeça e feche esses olhos cansados.
E quando se abrirem, o sol já estará alto nos prados.
Aqui é seguro, aqui é um abrigo.
Aqui as margaridas te protegem de todo perigo.
Aqui seus sonhos são doces e amanhã eles serão lei.
Aqui é o local onde sempre te amarei!
Bem no fundo das campinas bem distante.
Num maço de folhas, brilha o luar aconchegante.
Esqueça suas tristezas e aquele problema estafante.
Porque quando amanhecer de novo ele não será mais tão pujante.
Aqui é seguro, aqui é um abrigo.
Aqui as margaridas te protegem de todo perigo.
Aqui seus sonhos são doces e amanhã serão lei.
Aqui é o local onde sempre te amarei!!
 “Meu pai cantava, todos os pássaros na área caiam no silêncio e escutavam. Sua voz era tão bonita, alta e clara e tão cheia de vida que fazia você querer rir e chorar ao mesmo tempo.”
– Ela não faz ideia. Do efeito que ela pode ter.
Peeta
Titulo: Jogos Vorazes
Titulo Original: The Hunger Games
Autora: Suzanne Collins
Ano: 2008
Páginas: 400
Editora: Rocco
Boa leitura
Casa de Livro Blog
Karina Belo